sexta-feira, 17 de julho de 2015

CONSUMO DIÁRIO DE NOZES PODE MELHORAS QUALIDADE DO SEMEN

 Foto: Dreamstime / Terra
A nozes podem ter outras funções além de decorar as mesas de Natal. O alimento é rico em ácidos graxos, como ômega-3 e ômega-6, e antioxidantes. De acordo com estudos científicos, essas substâncias podem ajudar a melhorar a qualidade do sêmen.
Um trabalho da Universidade da Califórnia (Ucla), em Los Angeles, nos Estados Unidos, observou o impacto que as nozes possuem no sêmen. Foram selecionados 117 homens entre 21 e 35 anos, com dietas dentro do padrão americano, divididos em dois grupos. Um deles não pôde ingerir nenhum tipo de castanha, enquanto o outro passou a consumir 75 gramas de nozes diárias em sua dieta. 

Ao fim de 12 semanas, os espermatozoides daqueles que consumiram nozes tiveram melhoras significativas quanto à forma, motilidade e vitalidade. Eles também apresentaram menos alterações cromossômicas. 

As ações, tanto dos ácidos graxos, quanto dos antioxidantes presentes nas nozes previnem a formação dos radicais livres, que atrapalham o movimento do espermatozoide e favorecem o envelhecimento celular. 

O ômega-3 e ômega-6 ajudam na proteção das membranas dos espermatozoides, que se tornam mais resistentes e maleáveis. Ainda são fontes de energia, aumentando o metabolismo celular dos gametas masculinos. "Há maior produção de energia e é isso que vai fazer a 'máquina' do espermatozoide funcionar. Se ele não estiver conseguindo se movimentar e você der energia para ele, ele vai conseguir se mover melhor", explica Marcos Sampaio, diretor do centro de medicina reprodutiva Origen, de Belo Horizonte. 

Os antioxidantes e coenzimas presentes nas nozes também auxiliam na proteção das membranas dos espermatozoides. Além disso, reduzem a fragmentação do DNA. "Quando o DNA do espermatozoide é muito fragmentado, aumenta discretamente a possibilidade de alteração cromossômica. Podem ser formados embriões de má qualidade", diz o médico.